Entenda a implosão da ala sul do Hospital do Fundão no Rio de Janeiro


No domingo (19) às 7h será implodido o prédio da ala sul do Hospital do Fundão, na Zona Norte do Rio. Será feito todo um preparativo técnico no tráfego neste dia, e na Zona Norte haverá  interrupção de 30 minutos antes da implosão, liberando o trânsito somente  às 8:15h, informa a assessoria de imprensa da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Mas entenda porque este prédio será implodido, quais os motivos, o que poderia ser feito e como ele foi usado no período que funcionou no Hospital do Fundão.

 

Foto: Durante gravação do documentário HU (sobre o hospital)

A “Perna seca”, como foi apelidada, é a ala sul do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF), que fica na Zona Norte do Rio de Janeiro, e pertence ao Governo Federal. Foi construído no início dos anos 50 e nunca funcionou. Era para ser referência mundial em hospitais e exemplo da qualidade da saúde no Brasil, na época, e se tornou monumento do descaso do poder público.

O prédio será implodido devido a problemas estruturais que chegaram a um ponto tal, irreversíveis. Em 21 de julho deste ano a situação se agravou quando dois pilares romperam-se, tamanha a corrosão que sofreu sem que houvesse consertos para se evitar. A  deterioração está ocorrendo desde os roubos que o prédio vem sofrendo, de suas esquadrias de alumínio, que permitiriam a impermeabilidade dos pilares e da cobertura, e agora sem, a chuva ácida termina com as bases, vigas, lajes e a tubulação. Não bastante, janelas, brisas e tudo o que seria o prédio foram aos poucos sendo saqueado, nos anos 90.

Edição: Como devia ser a ala, e como é , ao lado.

O Diretor do HUCFF, José Marcus Eulálio, informa que a recuperação da estrutura custaria aos cofres públicos 90 milhões de reais e não garantiria sua estabilidade, o melhor a se fazer, segundo ele, será iniciar uma nova obra no local que será feita a  implosão no domingo. Ainda não há datas confirmadas para o início da construção de uma nova ala. Agora, tanto ele quanto os jornais dão mais enfoque às preparações no transito e nos avanços tecnológicos na saúde que ao problema do descaso com o dinheiro público e da irresponsabilidade do Governo Federal :

“A implosão é o prenúncio de uma nova etapa para o HUCFF, já que permitirá a construção de um hospital universitário com novas perspectivas e uma gestão médico-hospitalar mais compatível com os avanços no ensino, na pesquisa e na assistência e com as necessidades da população”, sugere o diretor.

A ala sul do Hospital do Fundão, se não serviu para o atendimento do povo, levanta a discussão da contradição que é um país onde se morrem pessoas na fila dos hospitais públicos à espera de atendimento enquanto um prédio se corrói e será destruído, por não ter sido usado.

Anúncios

Sobre UnderlinePV

"Sei o que faço, Amo o que faço e faço bem" Paulo Victor Fanaia é Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto-MG
Esse post foi publicado em Matérias. Bookmark o link permanente.

Deixar um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s