Trabalhadores são demitidos por participarem de Manifestação


Exatamente, hoje em Cuiabá-MT, 15 servidores efetivos da Sanecap (estatal que administra a água da cidade) foram demitidos. Segundo a nota de anúncio, expedida pelo diretor da Sanecap, os servidores identificados nas filmagens do último dia 2, durantes os protestos em frente à Câmara, foram mandados embora por “subversão”. Essa iniciativa é uma covarde retaliação que visa intimidar a participação dos funcionários nos movimentos contra a privatização da empresa.

Hoje pela manhã o diretor foi se reunir com os trabalhadores para prestar esclarecimentos que na verdade foram fraquíssimos em argumentações e severos em acusações. Ironicamente o diretor afirmou que os servidores da Sanecap tem, sim, direito a protestar e recebe total apoio da presidência, ele só “se esqueceu” de completar que em seguida eles seriam demitidos, o que causou a revolta dos mais de 100 funcionários lá presentes.

Ao contrário do que a emissora Global de Mato Grosso, TV Centro América, mostra, essa reunião não foi um “tumulto” causado pelos trabalhadores que apontavam o dedo contra o diretor e faziam baderna em patrimônio público. Muito pelo contrário, o objetivo era confundir os trabalhadores, acusá-los de baderna, irritá-los e provocar, talvez, até uma resposta violenta por parte do povo, e desse modo seria concretizada a propaganda que defende a privatização.

Sem muitos argumentos, o diretor foge da sala de debates, aos xingos.

Os servidores que foram despedidos por exercer sua liberdade de expressão, isto é, os dito subversivos, são pais de família, alguns deles exercendo a profissão por décadas na empresa, respeitados entre os companheiros e recebendo salários baixíssimos (algo em torno de R$ 500,00), alguns deles até mesmo gerentes dentro do órgão.

 

Enquanto isso, na Câmara, não houve sessão. Sem explicação alguma, funcionários nos gesticulavam, aos risos, que não haveria trabalho hoje, enquanto um Buffet entregava cerca de cinco centos de salgados e bebidas para nossos representantes fazerem uma festinha íntima, nas salas da “casa do povo”.

Os trabalhadores da Sanecap, legitimamente revoltados com essa injustiça, estão em reunião esta tarde para decidir se deflagram greve.

Esse acontecimento de hoje me lembrou os tempos da ditadura que não vivi, quando se sofria retaliações e eram acusados de subversivos quem exercia seu direito constitucional à liberdade de expressão.

A decisão sobre a privatização da água de Cuiabá será tomada na próxima quinta-feira, dia 11.

Anúncios

Sobre UnderlinePV

"Sei o que faço, Amo o que faço e faço bem" Paulo Victor Fanaia é Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto-MG
Esse post foi publicado em Matérias. Bookmark o link permanente.

Deixar um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s