A Universidade Desnecessária


J. B. Donadon-Leal

Professor do Curso de Jornalismo da UFOP

 Em 25 de setembro de 1920, Lima Barreto publica no Careta, artigo intitulado Universidade. Diz ele:

O Palácio do Catete decretou a existência de mais uma universidade no Rio de Janeiro. As universidades clássicas não ensinam cousas de engenharia. Têm, é verdade, ciências físicas e matemáticas; mas no que se refere à engenharia propriamente, o ensino é feito fora delas. Na nossa universidade, podemos aprender até a montar campainhas elétricas. Nem as famosas dos Estados Unidos! Essa universidade está parecendo com os prédios da Avenida; é só fachada, e mais nada!

Em julho de 2008, o Sr. Luiz decretou que aqui, exatamente aqui na Rua do Catete, porém de Mariana, haveríamos de construir uma ala deste alegórico desfile universitário. Deram-nos projetos de prédios e neles pusemos alunos, professores e técnicos. Neles pusemos estantes que esperam livros. Neles pusemos carteiras que assentam alunos e computadores que aumentam as estatísticas do facebook.

O dilema nacional no início do século XX, denunciado por Lima Barreto, foi colocado às claras por de Anísio Teixeira ao sonhar uma universidade no Brasil que promovesse ciência e cultura e não apenas formação profissional.

Infelizmente a universidade no Brasil tomou outros rumos. Sua configuração deu-se a partir de improvisos e baixos custos, tornando-se o que hoje é, grandes escolas tecnológicas, nas quais apenas as técnicas são treinadas para a formação de mão-de-obra.

O REUNI, implantado em 2008, financia a implantação de laboratórios para treinamento de mão-de-obra, mas não financia laboratórios para a formação de ideias, não financia construção de espaços para pesquisa e não entende biblioteca como espaço para pesquisa e descoberta, mas como espaço para depósito de 05 cinco exemplares de 05 livros de bibliografia básica e de 03 exemplares de 10 livros de bibliografia complementar. Periódicos especializados impressos, nem pensar, que os pesquisadores (?) se virem com o que está disponível no Portal CAPES.

A gestão dessa universidade tecnológica há muito deixou de ser democrática, pois as decisões são resultantes compulsórias da minguada fatia do orçamento da União que cabe ao Ministério da Educação, obrigado a dar prioridade ao Ensino Médio Técnico. O que sobra, quando sobra, é disputado aos socos pelos reitores das “grandes” universidades que “treinam” mão-de-obra específica para a grande indústria aeronáutica, naval, automobilística, mineradora e banqueira do Brasil.

Formação de Jornalistas e de Assistentes Sociais não faz parte dos programas de governo. Jornalistas e Assistentes Sociais expõem as feridas nacionais e denunciam desmandos de poderosos. Por isso, estudantes de Jornalismo e de Serviço Social são livres, não precisam rezar nas cartilhas dos governos; podem sonhar com universidade para formação de ideias e contestar o modelo tecnológico imposto pelo MEC.

Não pretendemos no ICSA ser formadores de mão-de-obra. Queremos poder formar pensadores capazes de criar novas formas de jornalismo e novos parâmetros de convívio social nas relações políticas e nas de trabalho, como gestação de diretrizes da formação das identidades nacionais.

Parabéns aos discentes pela iniciativa de realização desta aula aberta, embrião para um ICSA menos prisioneiro de aulas expositivas e mais disposto ao amplo debate que constitui a formação universitária. Sem isso, a universidade no Brasil continuará somente treinando mão-de-obra e, dessa forma, ela é absolutamente desnecessária.

Aula aberta dos estudantes de Jornalismo e de serviço Social da Ufop – Mariana, 20 de outubro de 2011

Anúncios

Sobre UnderlinePV

"Sei o que faço, Amo o que faço e faço bem" Paulo Victor Fanaia é Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto-MG
Esse post foi publicado em Matérias. Bookmark o link permanente.

Deixar um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s